Por que para parar de usar drogas não basta só a força de vontade?

Quando falamos de um uso crônico de álcool ou drogas, é comum ouvirmos das pessoas frases do tipo “é só ter força de vontade para parar!” ou “é só ter determinação!”. Mas quando se fala de dependência química não é bem assim. Saiba porque para parar de usar drogas, não basta só a força de vontade!

Quando falamos em frequente e crônico de alcool e drogas ilícitas, é comum ouvirmos das pessoas frases do tipo “é só ter força de vontade para parar!” ou “é só ter determinação!”. Mas quando se fala de dependência química não é bem assim…

 

Por que para parar de usar drogas não basta só a força de vontade?

 

Isso acontece porque a dependência química e o alcoolismo São  doenças “incuráveis” progressivas. Mas o que de fato significa isso? Nós vamos explicar!

O organismo do dependente de álcool ou de drogas sofre modificações radicais no  funcionamento “normal” para poder adaptar-se ao álcool ou as drogas, que inicialmente são substâncias estranhas, intoxicantes, que com o tempo passam a ser assimiladas diariamente.

 

Como o organismo se adapta a tudo aquilo que não consegue evitar, ele acaba conseguindo funcionar “normalmente” com essa nova substância circulante. Mas, como é característico também, acaba necessitando dessa substância química  para poder continuar funcionando “normalmente”, já que a partir do momento em que ocorrem modificações mais profundas no organismo, este não conseguirá tão facilmente voltar a funcionar como antes, e por isso exigirá diariamente a substância a qual forçadamente se adaptou. Isto podemos chamar de dependência física.

Incurável

Quando o organismo se adapta a uma substância, ele retém as informações referentes a esta substância como, por exemplo, o tipo de substância, a quantidade em que é ingerida regularmente (dosagem), e a frequência do uso, o que significa que criará uma memória da substância referida, assim como dos valores citados acima.

Esta memória pode ser chamada de memória biológica, é ela é uma das principais responsáveis pelo fato da dependência química ser “incurável”.

A memória biológica é criada naturalmente pelo organismo, e não se tem nenhum controle sobre ela. Nada pode ser feito para apagá-la, e é justamente esta uma das características que tornam a dependência química uma doença incurável.

Como o organismo se adapta àquilo que não consegue evitar, acaba conseguindo funcionar “normalmente” com essas novad substânciad circulantes dentro dele. Como é característico também, acaba necessitando dessa substância para poder continuar funcionando “normalmente”, já que a partir do momento em que ocorrem modificações mais profundas no organismo, este não conseguirá tão facilmente voltar a funcionar como antes, e por isso exigirá diariamente a substância a qual forçadamente se adaptou. A isto podemos chamar de dependência física.

Uma Doença Progressiva

 

Significa que ela progride e que avança. De fato, a dependência química é uma doença progressiva porque vai se tornando cada vez mais grave com o passar do tempo. Não é uma doença que se estaciona num ponto determinado.

Isso acontece por causa da tolerância do organismo, ou seja, o organismo se adapta a substância e precisa sempre de quantidades maiores, em uma frequência maior para se obter os mesmos efeitos.

Por este motivo o dependente químico se sente naturalmente impelido a aumentar as doses normais que ele utiliza, assim como a aumentar a frequência de uso. Isso ocorre cada vez mais sem que o dependente o perceba, já que o que ele busca é simplesmente o mesmo efeito.

Quando isso acontece, a chamada “força de vontade” não  pode fazer quase nada, pelo menos não por muito tempo, pois o dependente não tem mais o controle sobre o uso das substâncias, seu organismo já está condicionado a funcionar com a droga somente , e por mais que ele tenha vontade de parar de usar, não consegue se não tiver um tratamento adequado para dependentes químicos e alcoolismo.

Qualquer pessoa pode se internar para se libertar das drogas

A Capital Remoções disponibiliza tratamentos adequados para dependentes químicos que queiram se internar ou não.

  • Adequado para todos os tipos de dependência
  • Os Sintomas de abstinência desaparecem através da mudança de hábitos e a Capital Remoções ensina esses novos hábitos gratuitamente
  • Práticas diárias que melhoram a qualidade de vida
  • Consultoria online esclarecendo dúvidas e orientando sobre como agir em situações específicas

 

 

 

 

Por que muitos não conseguem parar de usar Drogas?
Vote