Terapia Familiar Dependência Química

A Capital Remoções também conta com especialistas em Terapia Familiar em SP para uma abordagem individualizada. Nesse sentido, a Terapia Familiar é um método desenvolvido pelo Grupo de Terapeutas da Escola de Milão, tendo sido aperfeiçoada por seus precursores e que difere de algumas abordagens terapêuticas porque visa o tratamento do paciente inserido no contexto familiar e social.

É uma proposta terapêutica oferecida pela Capital Remoções para lidar com o sofrimento do sistema familiar decorrente do adoecimento das relações interpessoais entre seus membros. A metodologia utilizada é a Psicodramática-Sistêmica Construtivista que visa a resinificação da história familiar, através de técnicas verbais, psicodramáticas e comportamentais, dando ênfase à saúde da família. Baseia-se no fato de que quando a comunicação funcional e ativa dá lugar ao silêncio (comunicação disfuncional), o sistema familiar adoece.

Restabelecendo uma comunicação funcional, a família evolui em seus diversos ciclos de vida, tendo a possibilidade de seus membros crescerem diferenciados e com autonomia. Na visão sistêmica o individuo não é visto de forma isolada, ou seja, considera-se que o doente (Paciente Identificado) é apenas um porta-voz de uma doença que está a serviço da manutenção da disfunção relacional no sistema familiar.

Através do processo de Terapia Familiar podemos resinificar crenças disfuncionais, desconstruir mitos, conscientizar seus membros de seus adoecimentos relacionais e instrumentalizá-los a fim de que possam modificar seus comportamentos tornando-se independentes, criativos e espontâneos, promovendo uma comunicação saudável entre os entes. O Terapeuta Familiar é visto como um agente facilitador para que tais mudanças ocorram. Sua postura é ativa, interagindo com a família e direcionando para que a mesma possa desconstruir antigos paradigmas.

Tratamento – Terapia Familiar Dependência Química
Vote