Clinicas de recuperação que aceitam convênio médico em São Paulo – Tratamento para dependentes químicos através do convênio médico – Clinica para dependentes químicos que atendem planos de saúde – Clinica de recuperação pelo plano de saúde você confere agora

1- Clinica de recuperação Masculina em São Paulo – Mairiporã SP que aceita plano de saúde / convênio médico

2- Clinica de recuperação Feminina em São Paulo – Araçoiaba da Serra SP que aceita plano de saúde / convênio médico

3- Clinica de recuperação Masculina / Feminina em São Paulo – Araçoiaba da Serra SP que aceita plano de saúde / convênio médico

4- Clinica de recuperação Masculina em São Paulo – Cabreúva SP que aceita plano de saúde / convênio médico

5- Clinica de recuperação Feminina em São Paulo – Nazaré Paulista SP que aceita plano de saúde / convênio médico

6- Clinica de recuperação Masculina em São Paulo – Nazaré Paulista SP que aceita plano de saúde / convênio médico

7- Clinica de recuperação Masculina que atende Idosos em SP – Piracaia São Paulo que aceita plano de saúde / convênio médico

8- Clinica de recuperação Masculina em SP – Salto São Paulo que aceita convênio médico / plano de saúde

9- Clinica de recuperação Masculina em SP – São Bernardo do Campo São Paulo que aceita plano de saúde / convênio médico

10- Clinica de recuperação Masculina em São Paulo – SBC SP que aceita plano de saúde / convênio médico

11- Clinica de recuperação Masculina em São Paulo – Suzano SP que aceita plano de saúde / convênio médico

12- Clinica de recuperação Masculina e Feminina em São Paulo – Vargem Grande Paulista SP que aceita plano de saúde / convênio médico

COMO É TRATADA A DEPENDÊNCIA QUÍMICA DE CRACK?


O Brasil é um dos mais significativos consumidores de droga ilícitas da américa latina e do mundo inteiro. A já conhecida cracolândia, situada na cidade de São Paulo,

é um lugar que infelizmente mostra essa realidade que o país apresenta. Para se ter uma noção, de acordo com a Confederação Nacional de Municípios,

96% das cidades do Brasil têm problemas relacionados ao uso de crack, uma das substâncias mais perigosas para o usuário.

Por esse motivo, o tratamento de reabilitação para dependentes do crack precisa receber grande atenção e importância.

Caso você tenha alguém em sua família que envolve o consumo de drogas facilmente viciantes como o crack,

leia este texto até o final para maior esclarecimento. A partir de acora, você irá entender melhor todos os sintomas que um dependente de crack apresenta,

reconhecer a importância da ajuda familiar no processo de tratamento, saber como funciona a desintoxicação, e os passos para o controle da dependência de crack,

ou seja, todas as etapas para recuperação do paciente.

Quais são os sintomas apresentados por um usuário de crack.


A primeira etapa para apoiar o dependente no tratamento é diagnosticar a dependência. Nessa hora, a família,

os amigos e os mais próximos são fundamentais para perceber os sintomas e começar a tomar atitude e controle de situação. Abaixo, listaremos alguns desses sintomas:

Perda de amigos;


Se afastar dos familiares e das pessoas mais queridas;


depressão;


inquietação;


falta de controle financeiro;


atitudes violentas sem causa aparente;


faltas em compromissos importantes como no trabalho, na escola.

A importância dos familiares no diagnóstico e no tratamento da dependência de crack.


Os familiares e as pessoas mais próximas ao usuário de crack

têm um papel fundamental, que começa desde o diagnóstico da doença e se estende por toda vida dele. É importante salientar que,

primeiro, a dependência química de qualquer substância não é algo que tem cura,

é um tratamento que o usuário levará para o resto de sua vida.

A evolução do paciente é devido à sua vontade própria em se curar, porém o apoio que ele recebe da sociedade e das pessoas envolvidas é de suma importância.

São os familiares que irão observar os sintomas do uso e da abstinência — que em muitos casos não são detectados pelos próprios dependentes,

pelo fato de não quererem encarar sua dura realidade. Mães, pais, irmãos, conjugues, amigos e outros familiares têm o papel de convencê-lo

sutilmente e de ter a paciência necessária para esperar que o dependente químico aceite e passe ter vontade de se curar. Porém, necessitam de

pulso firme, também, na hora de decidir que o dependente químico necessita ser internado involuntariamente.

Simultaneamente ao tratamento também é importante que a família do dependente esteja bem convicta da situação e estruturada

Clincia de recuperação, internação para dependentes químicos e alcoólatras você encontra aqui!

emocionalmente para dar apoio ao usuário, já que os episódios de recaída acontecem com muita frequência. Os dependentes costumam ter baixa

autoestima, sensação de impotência diante da situação e acham que não darão conta de se curar. O crack, que é uma droga ilícita fortemente

viciante e que causa muitos prejuízos à saúde, é preciso ter cuidado e dedicar-se para apoiar e dar suporte sempre que for preciso.

O mal que o crack faz com a saúde do dependente
Via de regra, o crack é composto por: bicarbonato de sódio, pasta de coca e água.

Mas muitas substâncias tóxicas podem ser acrescentadas na mistura como amônia, gasolina, água de bateria e querosene.

Ou seja, é uma droga mortal, quase um veneno para nosso organismo, já que os dependentes consomem uma pedra atrás da outra em casos de vícios.

A ingestão de toda essa matéria pode gerar danos graves no corpo todo do usuário, que vão desde lesões irreversíveis no cérebro e no psicológico da pessoa, doenças hepáticas, no coração,

nos pulmões e no trato digestório . O dependente emagrece, não come, muitas vezes sofre desnutrição por só consumir as drogas.

Por isso, o quanto antes agir para lutar contra o vício, mais chances de salvar a vida do dependente.

Como funciona o tratamento para dependentes químicos de crack em clinica de recuperação.


O tratamento dura a vida toda, todos os minutos da vida serão uma luta para permanecer limpo.

Um usuário de crack tem que viver sempre em alerta e se manter distante de tudo e todos que podem levá-lo a ter uma recaída.

No inicio é sempre mais complicado e depende do esforço de todos.

Diagnóstico do médico


Geralmente, o tratamento se inicia quando algum profissional da saúde faz o diagnóstico de

dependência química. O dependente, por sua vez, precisa ter força de vontade para sair da situação, já que é uma fase árdua de sua vida e difícil de ser vencida.

Com o diagnóstico de um profissional da área da saúde, é chegada a hora de procurar uma clínica de reabilitação profissional e de confiança para

entender os detalhes sobre a internação e como funciona todo o processo para tratamento específico do caso.

É muito importante buscar um

competente e ético e que tenha equipe multidisciplinar com capacidade de atender todas as necessidades do usuário.

Limpeza por desintoxicação e exames
Geralmente, serão feitos exames para analisar a saúde do dependente e compreender se ele precisa de algum tratamento paralelo ao do processo de desintoxicação,

que acontece também nas clínicas de reabilitação. Nessa etapa do ciclo de livrar o corpo das substâncias, são administrados remédios para aliviar os fortes sintomas de abstinência,

que geralmente são mais fortes no começo da limpeza.

O crack atua muito rápido no corpo de quem o usa, por esta razão os dependentes já são levados para a clínica de reabilitação, normalmente,

em estágios avançados da dependência, isso gera maior cuidado no processo de desintoxicação e se torna indispensável o conhecimento da equipe em lidar com a situação.

A recuperação durante o tratamento
A equipe é

formada por profissionais psicólogos, médicos de diferentes
especialidades, enfermeiros,

fisioterapeutas, entre outros da área da saúde, o processo de reabilitação vai depender de diversos fatores, entre eles a vontade do dependente e a paciência durante o processo.

É muito importante,

durante esse ciclo, que o dependente químico participe de comunidades de pessoas que têm histórico de luta e sucesso

parecidos com o dele para ser uma inspiração e que ele possa seguir os mesmo passos.

É importante viver o dia a dia, conquistar cada passo, ter paciência e controle da situação para superar os sintomas de abstinência e possíveis recaídas, que podem vir a qualquer momento de sua vida.

O fim do tratamento na clínica e a vida nova
Quando enfim os profissionais da clínica decidem que o dependente químico está apto para voltar à rotina em sociedade, ele recebe alta.

Nessa hora, começam novas rotinas, uma vida nova: é hora de adquirir hábitos que são saudáveis, criar uma rotina de trabalho, de prática de

atividades físicas e de viver com pessoas que apoiam essa fase de libertação do vício.

O processo de tratamento para os dependentes de crack

é uma briga eterna para se manter limpo, pode ser muito difícil, porém amparado por

profissionais das clínicas especializadas, que têm toda a estrutura ideal e um método de tratamento eficaz para lidar com todos os ciclos desse processo. Por isso, é importante

pesquisar bem antes de escolher um lugar onde o paciente será amparado e ajudado em tudo que precisa.