Clínica de Recuperação em São Paulo

Clínica Recuperação em São Paulo é com a Capital Remoções.

A Capital Remoções é trabalha com instituições em São Paulo e no Brasil que são altamente qualificadas e totalmente legalizadas , com equipes bem treinadas para garantir em primeiro lugar o bem-estar do paciente do momento que deixa sua casa até o retorno a sociedade.A dependência química e o alcoolismo, sobretudo em casos de drogas como o crack ou cocaína, costuma deixar a pessoa refém da substância, sem capacidade de estar avaliando o mal que ela faz a si própria e às pessoas que estão mais próximas.

Confira 14 opções de clínicas de reabilitação em São Paulo clicando lo link abaixo!!!

***14 OPÇÕES DE CLÍNICAS DE REABILITAÇÃO DROGAS SP – CLÍNICAS DE RECUPERAÇÃO EM SP****

Com tudo isso, por mais evidentes que sejam os danos causados pela dependência química e pelo alcoolismo (no trabalho, nos estudos, no lazer, nas relações sociais e afetivas), o dependente químico ou alcoólatra rejeitam qualquer possibilidade de tratamento na maioria dos casos.

Há alguns casos também em que o dependente químico ou o alcoólatra já passou por uma série de internações voluntárias ou involuntárias em comunidades terapêuticas e clínicas de reabilitação em SP, grupos de auto-ajuda como N.A. ou A.A, sem terem êxito no tratamento, e por isso não queira mais se tratar em clínicas ou em qualquer outro lugar para a reabilitação / recuperação, por mais que o problema persista. Nestas ocasiões específicas a internação involuntária também é bem recomendada por alguns profissionais, desde que realizada por profissionais competentes e capacitados, em clínicas de reabilitação em São Paulo especializadas no tratamento da dependência química e no tratamento do alcoolismo.

Por isso A Capital Remoções conta com diversas das melhores unidades de tratamento para dependência química e alcoolismo na Capital de São Paulo e também conta com vaias unidades no interior de São Paulo.

CAPITAL  REMOÇÕES 

CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO PARA USUÁRIOS DE DROGAS E ALCOÓLATRAS 

ACEITAMOS CONVÊNIOS  (*)

O crack  e seus efeitos no organismo e o tratamento

Tratamento contra o Crack é muito complexo e necessita, de uma “assistência multiprofissional adequada, apoio da família , sob orientação médica , e , sobretudo , muita força de vontade por 

parte da pessoa que faz uso da droga”. Mas , apesar das dificuldades , é possível se livrar da dependência.

O consumo de crack , devido a seu   baixo valor  de mercado , é 

maior que o da cocaína  e seus efeitos duram menos. Por estimular a dependência física devido à sua terrível ação no sistema nervoso central e cardíaco, a dependência é definida em pouco tempo no 

corpo. Se inalado com álcool , o crack aumenta a freqüência cardíaca e a pressão sanguínea ou pode levar a resultados letais


O tratamento dependerá da condição de cada paciente , sendo este 

submetido a tratamento ambulatorial em um hospital familiar ou clínica médica, centro de tratamento para reabilitação de dependentes químicos e alcoólatras .

SOBRE O TRATAMENTO 


A principal dificuldade a enfrentar , segundo especialistas , é a “fissura” , o desejo do usuário de usar uma droga , ou seja: a síndrome de abstinência. A fase inicial é sempre a mais difícil e

 geralmente dura uma semana , mas o indivíduo só será considerado totalmente reabilitado após dois anos de distanciamento  da droga.

Nos centros de reabilitação , o processo é determinado pelo grau de dependência , de abstinência e do estado geral de saúde do paciente. Antes de tudo, ele passa pela desintoxicação, devendo se

 manter longe do crack.

Como as crises de abstinência são muito fortes, especialmente no início do tratamento, são usados medicamentos que ajudam na 

redução da ânsia pelo consumo da droga e a amenizar os efeitos da abstinência , como antipsicóticos e anticonvulsivos. Com o passar do tempo, o uso de remédios diminui. Com a fissura controlada , sobra

 espaço , então , para terapias e o tratamento psicológico, proporcinando condições para que o dependente consiga viver sem a droga.

Aspectos psicossociais devem ser abordados e incluídos em qualquer método terapêutico empregado. Esse fator  auxilia o paciente a compreender e aceitar seu próprio vício e a lidar com as 

situações cotidianas que o levaram  ao consumo.



Quais as chances da reabilitação?

Em qualquer paciente  existem grandes chances de reabilitação. São fartos os depoimentos de quem já passou pelo problema e hoje leva uma vida normal , trabalhando e com uma família formada. Muitos

 ex-usuários se empenham em ajudar companheiros que lutam todos os dias para se livrar do problema.

Como já dissemos , a batalha é árdua e o caminho é longo. Mas , 

tenha a certeza de que , ao final do tratamento, a pessoa estará preparada para “lutar” com as dificuldades existentes no período pós-internação — ainda que a vigília de parentes e amigos contra

uma possível recaída seja necessária e funcione quase que como um compromisso eterno.

O tratamento do crack vai ser uma jornada complexa  , portanto

  não desanime , nem sofra sozinho!  Sua  vontade de viver ,  ou o  amor que você tem pelo seu filho e/ou outra pessoa próxima deverão prevalecer. Busque  ajuda , converse com especialistas e 

peça orientação e , assim , será bem mais tranquilo enfrentar o problema que , a princípio , parecia não ter solução!

Para mais informações sobre  tratamento do crack , e de outras drogas e álcool , faça contato  com a CAPITAL REMOÇÕES. Nossa equipe  está pronta para indicar o melhor caminho para sua família.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas. Entre em contato , tire suas dúvidas e boa sorte!!!

Trabalhamos com os melhores planos de saúde disponíveis no mercado. Caso tenha alguma dúvida , entre em contato conosco.

– Bradesco

– Sulamérica

– Amil

– Unimed Central Nacional

– Unimed RJ

– Porto Seguro

(*) Para outros convênios , consulte CAPITAL REMOÇÕES

Tratamentos

– Centro de reabilitação de usuários de álcool

– Centro de reabilitação de drogas

– Clínica para recuperação para dependentes alcoólicos 

– Internação involuntária, como proceder

– Internação involuntária para dependentes químicos

 

 

 

 

 Uso de  farmacológicos:  princípios básicos da doença, sinais de retorno e formas de prevenção, como conseqüências biopsicossociais devido à dependência, aspectos familiares, capacidade, co-dependência (por exemplo, o caso do dependente) e clínica de reabilitação para dependência química.. O envolvimento da família é essencial.
Outras medidas incluídas no processo de terapia individual e familiar, participação de grupos de ajuda automáticos, busca de atividades alternativas ao consumo de substâncias psicoativas, assistência médica, nutricional e odontológica, toxicologia e medicamentos prescritos por profissionais com habilidades de uso e tratamento hospitalar (comunidades hospitalar e terapêutico).
Quanto mais abrangente e completo o programa terapêutico, maior a chance de recuperação. A hospitalização dependente, ao contrário do que se acreditava anteriormente, não é uma solução para todos os pacientes. Pelo contrário, estudos científicos realizados nas últimas décadas não obtiveram nenhuma vantagem do método hospitalar em relação a um ambulatório para toda a população de viciados em ônibus ou são encaminhados para tratamento.
Pelo contrário, a hospitalização é melhor entendida como um método de promoção da abstinência, apenas parte da recuperação do indivíduo, e SEMPRE deve ser associada a um ambulatório posterior.
O tratamento ambulatorial, de fato, apresenta algumas vantagens sobre a hospitalização, a um custo menor (permite o tratamento de um número maior de dependentes), causa menos interrupções na vida do indivíduo (muitos dependentes do uso do tratamento, por exemplo, atividades sociais importantes e fatores ajudam a manter toda a sua família).
A hospitalização também carrega um estigma social importante, que é delegado ao indivíduo. O dependente aceita tratamento ambulatorial e esse modelo de busca que o paciente pode usar com o seu “mundo real” (para o retorno muitas vezes após o período de hospitalização). Por outro lado, existem algumas indicações importantes para hospitalização, incluídas na tabela abaixo:
Indicações de hospitalização por dependentes
Principais indicações de internação por dependentes

Risco de suicídio, agressão física grave, condição psicótica
Doenças médicas ou psiquiátricas associadas a infecções hospitalares (infarto do miocárdio, convulsões, etc.)
Disfunção grave da vida dependente ou incapacidade de lidar com tarefas básicas de sua própria rotina (cuidados pessoais, alimentação, etc.)
Dependência de produtos químicos que usam tratamento hospitalar (abstinência de álcool ou opioides)
Tentativas de abordar o viciado em nível ambulatorial falham
A família participa ativamente do tratamento e do processo de recuperação dependente, como o núcleo do apoio fundamental do indivíduo. Essa tarefa, no entanto, não é nada fácil: dada ou sofrida por membros da família durante o curso de dependência de álcool e / ou drogas (agressões, furtos domésticos, doenças do paciente, etc.). Portanto, além do tratamento individual, é sempre aconselhável uma intervenção terapêutica familiar e também uma clínica de reabilitação e desintoxicação alcoólica..

Intervenções familiares no tratamento do vício

1) MODELOS DE TERAPÊUTICA FAMILIAR: Orientação familiar
Nível de intervenção: Orientar os familiares da filosofia e abordar o tratamento individual
Objetivos: Informar a família sobre o programa terapêutico, incluir pacientes e solicitar apoio familiar
2) MODELOS DE TERAPÊUTICA FAMILIAR: Grupos de famílias psicopedagógicas

Confira 14 opções de clínicas de reabilitação em São Paulo clicando lo link abaixo!!!

***14 OPÇÕES DE CLÍNICAS DE REABILITAÇÃO DROGAS SP – CLÍNICAS DE RECUPERAÇÃO EM SP****

error: Content is protected !!