Clínica De Recuperação Das Drogas – Masculina Em Mogi Mirim SP Para dependentes químicos

Clínica De Recuperação Das Drogas em SP. Clínica de Recuperação de Drogados SP é com a Capital Remoções, tratamento especializado para a dependência química, estamos há mai de 9 anos no meio da dependência química e iremos encontrar o tratamento mais adequado para você ou seu ente querido, ligue agora mesmo e obtenha mais informações sobre o tratamento para dependentes químicos em SP, lembre-se, tratamento para dependentes químicos em SP é com a Capital Remoções, não exite em entrar em contato conosco. (11) 96648-4516 24H.

Confira esse vídeo exclusivo da Capital Remoções

 

DESCRIÇÃO DO TRATAMENTO

A clínica se situa no município de Mogi Mirim e tem fácil acesso por ser na pista!

As quartos são compostos por suítes. Conta com áreas de lazer: piscina para adultos, piscina para crianças com playground (quando os familiares forem visitar), sala de jogos, campo de futebol, área para vôlei.

O tratamento é diferenciado e focado na Abordagem da Psicologia Trans pessoal! É uma abordagem que tem um olhar holístico e muito profundo do indivíduo!!!

Trabalhamos com mandalas, diários oníricos (sonhos), argila terapia, psicoterapia corporal, arteterapia, desenhos, constelação familiar (transformando problemas dos antepassados que trazemos em nosso inconsciente), reiki, cromoterapia, Yoga, meditação, músicas clássicas e músicas de de 528htz (isso significa cura inconsciente, desatando nós emocionais), psicodramas. Todas atividades são focadas no autoconhecimento.

Utilizamos tratamento anti tabaco, portanto nenhum dos funcionários utilizam tabaco.

A alimentação é focada no ovolactovegetariano, pois não somos a favor da violência animal.

A equipe multidisciplinar conta com psiquiatria, enfermagem, psicologia, nutrição, educador físico, terapeuta 12 passos, monitores, cozinheira e faxineira.

Há serviço de lavanderia.

Duração do tratamento: 6 meses

Valor: R$ 3.000,00 mensais em boleto

 

NOSSO MODELO DE TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

Tratamentos para dependência química focado na Espiritualidade e na Psicologia Trans pessoal.

Esse artigo tem como objetivo esclarecer os benefícios da Psicologia Trans pessoal e da espiritualidade no contexto de tratamento para dependentes químicos, focando em um tratamento totalmente diferenciado e inovador no Brasil.

 

Esse é um tratamento que visa trabalhar todo o indivíduo de maneira holística, ou seja, espiritualmente, energeticamente, psicologicamente, fisicamente, emocionalmente e cognitivamente.

 

A Psicologia Trans pessoal foi criada por Abraham Maslow em 1968, sendo uma força da psicologia que trabalha com estados de consciência “Ampliados ou Superiores”, isso significa que é uma busca por uma experiência cósmica ou espiritual. Essa é uma abordagem que reconhece que existe uma força sagrada e que sem essa conexão com essa força Sagrada o homem se torna incompleto.

 

Essa incompletude desemboca também em dependência de drogas lícitas e ilícitas, pois para a psicologia transpessoal a falta de contato com o Eu Superior gera consequências como a violência, uso de drogas, dependência afetiva, doenças, entre outros malefícios!

 

 

A dimensão espiritual fica comprometida devido ao destrutivo e potencial uso de determinadas substâncias, pode-se descrever o vício como uma espécie de necessidade de busca a uma espiritualidade e uma busca de transcendência mal sucedida.

 

 

Todos trazemos dentro de si algo chamado Pulsão de Transcendência, e isso significa que naturalmente, em um momento ou outro, iremos dirigir nossa alma para a espiritualidade, é algo natural que trazemos dentro de nós.

 

 

Para atingirmos essa espiritualidade de maneira eficaz dentro da dependência química sdão utilizadas alguns procedimentos técnicos.

 

 

Esses procedimentos técnicos são utilizados para que haja acesso no inconsciente  para que seja possível entender o que de fato a nossa alma necessita para seu crescimento e para sua própria felicidade.

 

 

É feita uma viagem interior, onde os nós internos são desatados e as pedras que impedem a felicidade são retiradas.

 

 

Apresentarei aqui algumas ferramentas utilizadas durante o tratamento para dependentes químicos dentro do nosso Espaço .

 

Mandalas

Mandala vem de uma palavra sânscrito que quer dizer círculo mágico ou círculo sagrado
Os Mandalas fazem parte do meu trabalho como Psicóloga Trans pessoal.

Para Jung mandalas são imagens interiores que nos levam a autocura e autoconhecimento.

A confecção dos mandalas conserva ou restabelece a ordem psíquica. Um mandala é um campo de energia que emana qualidades superiores, curando a alma e o corpo.

O mandala traz o momento presente da pessoa e mostra como ela está internalizando seu mundo exterior.

A partir de sua interpretação auxilio o cliente a encontrar seu caminho e sua essência.

Os mandalas são analisados conforme as cores utilizadas e as formas expressadas durante a sua confecção.

O inconsciente externaliza o mundo interior.
A palavra mandala sâncrista tem o significado de círculo, mas não é apenas referente ao formato geométrico.

Ela refere-se ao círculo mágico, como sendo considerada um símbolo universal de integração e harmonia com o Todo.

E o formato em circulo representa uma concentração de energia.
Os primeiros registos de mandalas vem do século VIII e eram utilizadas como instrumentos de meditação no Tibete.

É uma característica da cultura tibetana, budista e hindu.

A associação das mandalas é com o sagrado e elas fazem parte dos rituais de cura e das orações.

As cores utilizadas nas mandalas estão relacionadas com a psicologia das cores, estudiosos e psicólogos que relatam que cada cor é capaz de evocar determinadas sensações.

A mandala além de poder ser utilizada em decoração como uma forma de trazer equilíbrio ao ambiente e sem dúvida utilizadas na psicoterapia.

Para alguns autores cada cor representa um aspecto inconsciente e pessoal de cada pessoa que confecciona a mandala.

Diário dos sonhos na dependência química
Um sonho é apenas um pequeno fragmento de uma grande mensagem que o inconsciente tem para nos dar. É uma maneira de orientação através dos símbolos, arquétipos e imagens que são revelados durante o sonho.

A interpretação e análise dos sonhos é importante para entendermos por quais motivos o dependente químico saiu do seu caminho de plenitude.

Como psicóloga trans pessoal utilizo um diário do sonho como maneira de cada um poder anotar todos os sonhos todos os dias para um entendimento mais amplo das mensagens que o inconsciente mostra para seguir o seu próprio caminho de felicidade e chamado.

No cotidiano, conforme vai-se analisando os sonhos e correlacionando um sonho com o outro, pode-se montar um grende quebra cabeça, onde as situação e reveladas pelo inconsciente vão fazendo sentido e o dependente químico vai percebendo quais os caminhos que deve trilhar para sua vida, como também vai percebendo quais aspectos deve eliminar para sua própria felicidade.

Arteterapia na dependência química
A arteterapia é um processo terapêutico que faz uso de recursos artísticos para facilitar o auto conhecimento e ampliação de consciência no indivíduo.

Desperta o potencial criativo, elemento necessário para qualquer processo de transformação interna e consequentemente na vida diária de cada um, bem como na sociedade em que se vive.

Importante deixar claro que dentro do contexto do trabalho de arteterapia, a arte é vista e experiencia como um precedimento expressivo de cada individuo.

Nesse aspecto, não está sendo levado em consideração a estética das artes, embora a estética possa aparecer espontaneamente em cada um.

O momento da atividade artística promove em cada individuo um estado alterado de consciência, onde há uma mobilização do canal intuitivo, permitindo o dependente químico descobrir seu mundo interno sob outra perspectiva.

O fazer em arte para o dependente químico propicia um momento onde ele está profundamente envolvido e absorto pelo interno e presente na dimensão do agora.

A arteterapia consiste em desenhos com giz de cera pastel a óleo, guache, colagens, dobraduras, etc.

Argila terapia na dependência química.
As modelagens com a argila é um dos maiores representantes artísticos das tradições culturais que um povo pode trazer.

O barro ou a terra podem ser considerados como sendo os materiais mais primitivo que existem. Podemos até mesmo notar isso na bíblia nos diz que Deus fez o homem a partir do barro: “ O Senhor Deus formou pois, o homem do barro da terra…” (Gênesis)

O barro propicia uma experiência do primitivo; o seu toque e o seu manusear traz uma sensação de acolhimento e de maleabilidade que vai moldando conforme a própria vontade.

Há também há uma resposta do barro diante ao toque, pois o material, à medida em que vai sendo manuseado, acaba absorvendo a temperatura do indivíduo, modificando sua temperatura inicial.

A argila é maleável, fria e acaba fazendo sujeira, mas se torna atraente de se utilizar em qualquer idade.

Devido a argila ser capaz de se transformar através do maneio, seja amassando ou esticando, tem uma característica sensorial que faz uma ligação entre sentidos e sentimentos.

Os trabalhos com a argila podem ser sempre refeitos, modificados consertados, enquanto ainda estiverem úmidos, colaborando para o desenvolvimento da auto estima, auto confiança e liberação das fantasias de perigo.

As caraterísticas de autoestima baixa, falta de confiança em si mesmo, medos e inseguranças são muito acentuadas nos dependentes químicos. Através dos trabalhos com argilas vão sendo trazidas a questão de segurança, autoestima, confiança em si próprio, etc.

No trabalho de manuseio o corpo inteiro acaba participando, a mão por sua vez, ativa e estimulamos diversos sentidos. Desperta o tato, o sentido visual, térmico e o sentido do equilíbrio.

Ao criar novas formas com as mãos através do manuseio com a argila, acabamos por espelhar nossa noção corporal e pode-se, inclusive, pelo trabalho sistemático de modelagem, interferir e modificar este esquema, “sabendo” do corpo, criando um novo corpo. Sara Paim, falando da modelagem afirma; “um corpo que faz outro corpo”.

Ao “brincar” de modelar, vivenciamos formas, volumes, cheio/vazio, dentro/fora. Criamos texturas, superfícies lisas.

Brincamos com a geometria e desenvolvemos a percepção espacial do mundo, bem como noções de orientação, direção, proporção.

A argila promove a manifestação ativa dos processos internos mais primários porque proporciona fluidez entre material e manipulador, como nenhum outro.

Através dela tem-se uma sensação de controle e domínio sobre aquilo que se produz, podendo-se remanejar, construindo e desmanchando os objetos, sem regras específicas e definidas para o seu uso.

Não se comete erro ao trabalhar com argila. É fácil.

Na maioria das vezes a argila é bem aceita, porém ocasionalmente uma criança (ou adulto) pode mostrar-se receosa da massa molhada e “suja”, fato que por si só já conta ao terapeuta muito sobre aquela criança.
Geralmente as criações – expressões são nomeadas, facilmente surgem fantasias acerca delas proporcionando uma dramatização ou o desenrolar de pequenas cenas que dizem da vida, da história e dos sonhos dos pacientes.

A atividade de modelagem de esculturas possibilita a criação de formas no espaço, sem excluir a vivência do plano.

Aos entrarmos em contatos com alguns aspetos e matérias, o inconsciente entra numa espécie de interpretação daquele matéria.

A argila por ser uma material terroso, faz com que o inconsciente faça a leitura de aterramento. O aterramento faz com que o dependente químico entre em contato com o seu “aqui e agora” fazendo com que tome consciência dos dados de realidade.

Nesse processo há a condução das atividades com tempo certo e preparo para acessarmos os conteúdos inconscientes que vão sendo compreendidos e ajustados durante o processo.

Psicoterapia Corporal na dependência química

Na psicoterapia corporal, o corpo é o facilitador e possibilita a conexão com o Eu Superior, durante essa conexão ocorre uma percepção mais ampla da realidade. o corpo é uma via de acesso ao Eu Superior e ao Sagrado.

Essa via de acesso pode ser bloqueada por diversas questões vivenciadas pela história de vida de cada um.

Através da psicoterapia corporal o o dependente químico conecta-se consigo próprio e com aspectos superiores sagrados.

Reiki na dependência química

O Reiki é uma prática que promove bem estar e uma técnica que proporciona maior qualidade de vida.

é uma técnica japonesa criada por um monge budista Mikão Usui e traz muitos benefícios.

Reiki é uma terapia feita através da cura pelas mãos, na qual o reikiano coloca suas mãos sobre o corpo do indivíduo e facilita o seu processo de cura.

A nomenclatura combina as palavras japonesas “rei” (espiritual/sabedoria divina) e “ki” (energia vital).

Um dos conceitos básicos da técnica é canalizar a energia vital e proporcionar a capacidade natural do corpo de se curar.

As sessões são condizidas por um profissional reikiano capacitado em um ambiente que proporcione calma e tranquilidade.

Durante o decorrer da prática, o reikiano impõe suas mãos sobre o dependente químico fazendo uma série de diversas posições sobre várias áreas corporais específicas do dependente.

Não há manipulação de massagem ou qualquer outro tipo de toque. O indivíduo fica vestido o tempo todo e pode ser feito em grupo.

Ajuda em momentos difíceis. A energia relaxante do Reiki é muito utilizada em os momentos de tristeza em nossas vidas.

Quando estamos em situações sobrecarregadas ou desconectados, com a sensações de isolamentos emocionais e espirituais, a aplicação Reiki traz sentimentos de paz e capacidades para melhor lidar com os desafios da vida, tanto para situações momentâneas quanto para situações duradouras.

O Reiki também auxilia na diminuição de dores e pode ter efeito analgésico, diminuindo e até mesmo eliminando desconfortos de diversos tipos de dores. É uma excelente terapia para em qualquer tipo de doença, inclusive a doença da dependência química.

A experiência com o Reiki é pessoal, varia de pessoa para pessoa e pode ser sentida de maneira muito sutil. Diversas vezes os indivíduos podem experimentar o calor das mãos do praticante, ou ainda podem sentir refrescantes.

Outras sensações comuns são pulsações sutis onde as mãos do reikiano estão sendo colocadas ou ondas em forma de cascata de pulsações em todo o corpo.

A sensação mais experimentada pelo dependente químico é a liberação quase que instantânea do estresse, da ansiedade advindos da abstinência e traz um sentimento e sensação de relaxamento profundo, mas a aplicação do Reiki é cumulativo, ou seja, quanto mais recebido mais tornam-se profundas.

Além de se perceber imediatamente essas sensações, outras mudanças se desenrolam ao longo dos dias: como melhora na digestão, eliminação de dores, menos estresse, melhores noites de sono e menor abstinência.

Em uma única aplicação já é possível de perceber os benefícios, mas o Reikiano é o único capaz de poder diagnosticar quantas sessões são necessárias para tratar alguns tipos de problemas, porém nos dependentes químicos o tratamento contínuo é o ideal. As sessões serão semanais na clínica de reabilitação.

Esse não é um tratamento invasivo e portanto é colocado como coadjuvante do tratamento para dependência química.

As terapias holísticas são muito utilizadas e verdadeiras aliadas para nossa saúde física e também saúde espiritual, portanto, buscá-las é alcançar o bem estar com qualidade de vida.

 

Cromoterapia na dependência química

A Cromoterapia é o tratamento que, por intermédio das cores, busca proporcionar o equilíbrio e a harmonia entre as emoções, o corpo e a mente.

Cada cor tem uma finalidade terapêutica específica e é atuante em um chakra ou um órgão do corpo humano.

Dessa forma, quando as cores são acionadas, as cores trabalham intensamente nessas áreas, trazendo o restabelecimento e energizando tudo que pode estar bloqueado ou em desequilibrando o corpo.

O tratamento co a cromoterapia baseia-se em sete cores: amarelo, azul, laranja, índigo, verde, violeta ou lilás, vermelho e rosa. Cada uma dessas cores possui uma vibração energética específica, e, conforme se propagam durante a sessão e no ambiente, tem funções e efeitos curativos ou calmantes dentro do espaço. Lembrando que não é somente a visão que absorve a energia de uma determinada cor.

Todos os organismos possuem capacidades de percepção e capacidades de receberem os efeitos curativos e energéticos da Cromoterapia.

Todo o organismo possui capacidade de perceber e receber os efeitos da Cromoterapia.

Através da energia das cores, a Cromoterapia pode ajudar na recuperação do dependente químico a trazer maior qualidade de vida de mudanças importantes para a vida do dependente químico.

O método da cromoterapia é utilizado em várias partes do mundo inteiro em hospitais e agora estamos trazendo esse tratamento para a área de dependência química com profissional capacitado.

Constelação Familiar

A história e todo passado de nossa família nos pertence. Todos estamos vinculados a ela, faz parte de nós e isso implica em nossa personalidade, com todas as fraqueza e forças que podemos ter.

A Constelação Familiar visa, de maneira prática e vivencial, desmanchar antigos padrões de comportamentos (conflitos, dificuldades e doenças que se repetem nos sistemas familiares) familiares que de alguma maneira acabam impedindo o livre fluxo de amor entre os membros de um sistema familiar.

Essa ferramanena age de forma direta nas questões do sistema familiar, abrindo um novo espaço para uma nova compreensão e cura dos padrões doentios.

A cura e a elaboração das dificuldades tornam-se possíveis quando a ordem básica sistêmica familiar é restabelecida, e isso gera a todos familiares excluídos regatar o respeito e acabamos aceitando a nossa herança familiar.

Através de de sua Constelação Familiar podemos, passo a passo, dissolver os emaranhamentos familiares inconscientes e tornar a vida do dependente químico nova e libertadora.

A Constelação Familiar é uma nova abordagem dentro Psicoterapia Sistêmica Fenomenológica e utilizada por psicólogos e por profissionais treinados. Ela foi criada e desenvolvida pelo alemão Bert Hellinger após muitos anos de pesquisas com diversas famílias, empresas e organizações em variadas partes do planeta, busca um diagnóstico e soluções de problemas e conflitos que trazemos em nosso inconsciente familiar.

O resultado de todos esses experimentos e estudos se transformou em um trabalho simples e direto, mas muito profundo que tem como base em um conjunto de “leis” naturais que são responsáveis pelo o equilíbrio dos sistemas que o próprio Bert Hellinger gosta de chamar de “Ordens do Amor”.

O criador Bert Hellinger diz que mais de 50% dos nossos problemas que vivemos são de origem sistêmica familiar, ou seja, advinda de nossos antepassados.

Portanto, esse trabalho para o dependente químico é uma grande oportunidade de descobrir de que forma ele continua enredado dentro dentro sistema familiar e que papéis assume de maneira inconscientemente.

Fazer uma Constelação Familiar ou constelar, de uma maneira simples de encontrar soluções para problemas específicos que o dependente químico está vivendo, ou mesmo, a constelação pode buscar a origem de uma doença de algum membro da família.

Trabalha desde questões emocionais até acontecimentos e episódios trágicos no clã familiar, durante as constelações são reveladas situações e há uma busca por soluções práticas e simples que traz à tona tudo aquilo que é essencial no momento presente e que por muitas vezes foi renegado ou esquecido.

Através da Constelação Familiar podemos elaborar e transformar os aspectos de comportamentos repetitivos em nosso sistema familiar advindos do inconsciente de família, isso ajuda o dependente químico a se libertar de diversas amarras.

Há relatos de antepassados que utilizaram também drogas e isso gera um padrão de comportamento que se repete.

Fotos da clínica

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Clínica de Recuperação em Mogi Mirim SP
5 (100%) 1 vote