Clínica de recuperação em SP - Tudo o que se deve saber

Clínica de recuperação em SP – Tudo o que se deve saber – Conheça como funciona o tratamento de dependentes químico em uma clínica de reabilitação

VEJA TAMBÉM:

15 LIVROS SOBRE DEPENDÊNCIA QUÍMICA QUE VOCÊ PRECISA LER (capitalremocoes.com.br)

Tratamento para alcoólatras em clínica de recuperação – Clinica para dependentes químicos e alcoólatras (capitalremocoes.com.br)

Clínica de recuperação em São Paulo – Dependentes químicos e alcoólatras (capitalremocoes.com.br)

O assunto clínica de recuperação em SP tem gerado muita polêmica nos últimos dias, sobretudo em virtude das decisões

da Prefeitura de São Paulo em ações para internação compulsória para usuários de crack na região de central de São Paulo (Cracolândia).

Antes de começarmos a falar mais sobre o assunto, portanto, vamos entender o que está acontecendo na cracolândia.

Como esse tipo de Tratamento para dependentes químicos funciona?

É possível, de fato, que essa ação, traga benefícios para dependentes químicos e alcoólatras como os que vivem na chamada “cracolândia“?

Como, de fato então, evitar que essas internações se convertam em ações meramente higienistas?

O Grupo Capital Remoções ouviu especialistas para responder essas e outras perguntas que surgem sobre o assunto.

Antes de conhecer um pouco mais sobre as clínicas de recuperação, então, vamos conversar a respeito das internações involuntárias para dependentes químicos.

A primeira coisa, portanto que se deve saber de fato é que a legislação brasileira prevê três tipos de internação:

a internação voluntária, que se dá quando há a concordância do paciente;

a modalidade de internação involuntária, que de fato se sucede quando há discordância do paciente, mas concordância assinada por um terceiro

em via de regra parente consanguíneo de primeiro grau;

e a internação compulsória, da qual é determinada pela Justiça.

A polêmica envolvida com relação a internação involuntária discorre sobretudo por sua questionável eficácia.

Portanto, vamos entender melhor como ela funciona na prática, saiba mais.

Internação involuntária, quando e como deve acontecer?

Animação sobre a dependência química

Vamos começar entendendo como ela acontece,

a internação involuntária deve em via de regra ser solicitada por parentes consanguíneos de primeiro grau do paciente, e, na ausência desses.

pode ocorrer de acordo com a concordância de um assistente social, como é o caso dos usuários de crack da região central.

É respaldada por lei, e deve ser embasada em um laudo médico minucioso com detalhes de sua complexidade.

Em via de regra, sobretudo, ocorre quando o paciente apresenta ou não comorbidades provenientes ou não de sua dependência,

mas que sobretudo, caracterizem risco a vida do dependente químico ou de terceiros.

Estamos aqui tratando de dependentes químicos e não de uso recreativo, ou seja, quando a pessoa perde a liberdade de escolha.

A dependência química se caracteriza justamente por essa incapacidade, sendo assim, considerada pela OMS como uma patologia de saúde mental.

O indivíduo dependente químico, usará a droga independente das consequências, com o passar do tempo, deixando de lado,

inclusive, compromissos e família, entre outras coisas de fato importantes para a sua vida.

A internação involuntária deve ocorrer ainda mediante a comunicação expressa realizada pela clínica de recuperação em SP ou em

qualquer lugar do Brasil, junto ao Ministério Público, do contrário, é caracterizado cárcere privado.

Essa modalidade de internação deve ser realizada com parcimônia, em último caso, como um recurso de recuperação àquela pessoa

que não enxerga o quão mal está fazendo a si mesmo.

Existe, de fato, muito debate sobre a sua eficácia, veremos mais sobre isso abaixo, continue conosco.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR:

O uso abusivo em si já caracteriza esse risco, mas listamos aqui alguns critérios que são sobretudo avaliados antes dessa decisão que podem ser

inclusive considerados caso você conheça alguém que esteja enfrentando problemas com álcool e drogas, confira:

  • Dificuldade em lidar com situações de rotina
  • Incapacidade de decisão
  • Depressão profunda
  • Confusão mental
  • Esquizofrenia de graus moderados e avançados
  • Risco a vida

Internação involuntária gera resultados positivos?

Internação involuntária gera resultados positivos?
Internação involuntária gera resultados positivos?

Muitos benefícios para a saúde física e mental do dependente químico podem surgir diante de uma internação involuntária, o que não se pode, no entanto

é tornar essa medida banal.

Para que o tratamento de dependentes químicos seja de fato eficiente é necessário traçar medidas para além do processo de desintoxicação.

Por ser uma doença que é de fato multifatorial, o tratamento orgânico é de suma importância, porém não é só isso, o meio onde a pessoa está inserida

também pode impactar muito na vida do dependente químico.

O tratamento deve ser de fato completo e mais do que isso, ao seu final, o dependente químico deve tomar alguns cuidados e

sobretudo, mudar a sua maneira de viver, seus hábitos, rotina, tudo isso impactará no resultado final.

Pensando por esse prisma, nem a internação voluntária e nem a internação involuntária poderão gerar resultados

positivos se o dependente químico não tomar posições mediante a sua nova rotina de vida.

Tempo de internação – Clínica de recuperação em SP – Tudo o que se deve saber

Tempo de internação - Clínica de recuperação em SP - Tudo o que se deve saber
Tempo de internação – Clínica de recuperação em SP – Tudo o que se deve saber

O tempo de internação sugerido é de 180 dias, ou seja, 6 meses.

Nesse período, no entanto, o dependente químico será assistido por uma equipe multidisciplinar, capaz de tratá-lo em todos os aspectos de sua vida, que foram duramente afetados

pelo uso abusivo de drogas e álcool.

Esse apoio se dá em etapas essenciais para a mudança de dentro pra fora que se espera em um processo de recuperação.

Pensando nisso, portanto, a ideia central é propor nesses seis meses:

1 – Desintoxicação – trata-se do aspecto físico

2 – Conscientização – todo um processo terapêutico capaz de propor uma mudança sólida e trazer elementos de prevenção à recaídas, além de propor

mudanças de hábito e rotina, estimular o autoconhecimento, e conscientizar o dependente sobre características da doença, bem como

reconhecer-se como um dependente químico, aceitando o tratamento, e sua condição.

3 – Preparar esse dependente químico para o processo de ressocialização.

Existe sobretudo a possibilidade de fazer esse tratamento em um período inferior, caso o dependente químico não disponha desse tempo para fazer o seu tratamento.

No entanto, ainda que o acolhido faça um tratamento de 3 meses por exemplo, é essencial seguir algumas diretrizes quando o

seu processo de internação for concluído.

Não hesite em buscar ajuda!

Método de tratamento – Clínica de recuperação em SP – Tudo o que se deve saber

O método de tratamento, como já dito anteriormente, vai variar de acordo com a clínica, o padrão, e a estrutura,

no entanto, todas elas devem oferecer um tratamento plural e abrangente, que capacite os pacientes em todas as esferas atingidas por sua dependência.

As clínicas podem ser de baixo custo, médio ou alto padrão.

O que mudará de uma clínica para outra será:

  • Periodicidade de atendimento com psicólogos e psiquiatra
  • Variedade de cardápio
  • Estrutura física do local
  • Serviços diferenciais

Portanto, ainda que o tratamento seja realizado em uma clínica simples, a família deve se certificar que o paciente será

atendido ao menos uma vez ao mês pelo psiquiatra, uma vez por semana com psicólogo e terá equipe de campo a sua disposição:

Monitores, conselheiros em dependência química, coordenadores.

As visitas da família são mensais em via de regra.

O paciente poderá receber ligações da família toda semana, através do telefone da unidade, não são permitidos

os aparelhos eletrônicos como celulares e notebooks na maioria das unidades, no entanto, existem algumas opções

de clínicas que permitem esse acesso.

É extremamente importante que a família visite a clínica antes de realizar a internação.

Outro fator fundamental, que deve ser visto é se a clinica em questão possui documentação necessária para executar os serviços.

São documentos essenciais para o funcionamento de uma clínica de recuperação ou comunidade terapêutica:

  • Alvará de vigilância sanitária
  • AVCB bombeiros
  • Alvará de funcionamento
  • CNPJ

É de suma importância ter certeza que a clínica dispõe da documentação necessária para acolher pacientes.

Terapias desenvolvidas

Terapias desenvolvidas
clinica de recuperação – terapias desenvolvidas

As terapias desenvolvidas durante o processo de internação garantem uma recuperação sólida.

O tempo de tratamento sugerido como já sabemos é de 6 meses, para que o acolhido passe por todas as etapas de tratamento

(conscientização, desintoxicação e preparo para ressocialização)

Tratamento é realizado com profissionais qualificados, o quadro de profissionais onta com:

👱🏽‍♂ Terapeutas 24 horas
👨🏽‍⚕ Psiquiatra
👩🏼‍🏫 Psicólogo
📷 Monitores e coordenadores

Reuniões Terapêuticas diárias
Espiritualidade, sem religião específica – sobretudo, ecumênica
Junto com a metodologia dos 12 Passos de N.A. e A.A, somada a conscientização do paciente
Dinâmicas de Grupo, além de
Reunião em Grupo com a equipe clínica, Psicologia e terapeutas.
Ressocialização Gradativa
Partilha de sentimentos
Laborterapia, leve, organização das próprias coisas.

Reuniões T.R.E – Terapia racional e emotiva:_ Raiva; Comodismo; Rei Bebê; Ressentimento, Medo e Luto.

Reunião P.P.R – Plano de Prevenção a recaída:_ as fases do comportamento para prevenção de risco.

Terapias T.C.C – Terapia Comportamental e Cognitiva:_
Análise do paciente de maneira comportamental, criança, adolescência, infância, vida adulta, relacionamentos, area profissional, pai, filho e membro da sociedade.

4 refeições diárias inclusas
Medicamentos a parte se necessário

Quem somos? Clínica de recuperação em SP – Tudo o que se deve saber

Clínica de recuperação em SP - Tudo o que se deve saber
Quem somos? Clínica de recuperação em SP – Tudo o que se deve saber

O Grupo Capital Remoções atua no encaminhamento de dependentes químicos e alcoólatras a clínicas de recuperação

em todo o Brasil.

Nossa plataforma conta com mais de 400 opções de clínicas de reabilitação em todo o Brasil.

Trabalhamos com unidades de baixo custo, médio e alto padrão, além de unidades que aceitam planos de saúde.

Clínicas masculinas, clínicas femininas e mistas.

Atendemos a dependência química, alcoólica e saúde mental.

Nossas opções são completas e o nosso atendimento é 24 horas.

Entre em contato conosco e conheça melhor as nossas opções.