Clínica alcoolismo é uma clínica de recuperação de tratamento para alcoólatras / alcoolistas que interna pacientes com vício em álcool (bebidas alcoólicas) em geral — o alcoolismo é uma doença crônica de causas diversas, que vão desde alguns fatores genéticos a questões ambientais ou psicológicas também. O alcoolismo tem total impacto extremo na vida da pessoa afetada, podendo, inclusive, levar a pessoa a morte morte.

O alcoólatra ou alcoolista costuma buscar em diversas ocasiões bebidas para aliviar seu sofrimento emocional por diversas vezes ou para disfarçar algumas dores físicas causadas, às vezes, pela própria doença do alcoolismo. As famílias dos alcoólatras costumam se sentir confusas por diversas vezes, quase sempre desorientadas e impotentes frente a complexidade do cenário do alcoolismo.

Para entender melhor sobre a questão e saber como agir, continue com a gente e acompanhe o nosso post!

E como detectar o alcoolismo na pessoa?

Existe uma enorme diferença entre ficar bêbado as vezes e ser um alcoólatra / alcoolista: um indivíduo que bebe socialmente (de vez em quando) pode chegar a ficar bêbada sem que isso apresente grandes riscos e falta de atenção as áreas importantes de sua vida como um todo. O alcoólatra ou alcoolista, por sua vez, ingere quantidades que vão muito além do que o organismo suporta em pequenos intervalos de tempo e alguns sintomas são aparentes como:

  • Negação
  • justificação
  • Racionalização
  • Culpa
  • Vergonha
  • Desleixo
  • Degradação
  • Isolamento
  • Perda de controle…

Esse consumo desenfreado do álcool traz graves danos para a saúde física como um todo, além de prejudicar muito a pessoa em seu trabalho, em suas relações com amigos e convívio em geral e em suas emoções. Atitudes de risco com ele mesmo e outras pessoas também são alguns indicadores, como dirigir bêbado descontroladamente causando acidentes etc…

E quais são os efeitos crônicos do alcoolismo?

Os efeitos crônicos que surgem em decorrência do uso desenfreado e frequente de bebidas alcoólicas (álcool) ao longo de meses ou anos. Como a molécula de etanol é bem pequena, ela atinge alguns órgãos e tecidos facilmente.

Veja agora, aqui abaixo, os principais efeitos do álcool (bebidas alcoólicas em geral) no corpo do ser humano:

Danos causados no sistema cardiovascular:

  • Algumas lesões nas células que são cardíacas;
  • Aumento do tamanho do coração;
  • Arritmias cardíacas;
  • Hipertensão arterial;
  • Risco alto de infarto.

Danos causados no sistema gastrointestinal:

  • úlcera;
  • Câncer de esôfago, na boca, na laringe e faringe também podem ser causados com o uso abusivo de álcool ou drogas;
  • Gastrite;
  • Hepatite;
  • Esteatose hepática;
  • Pancreatite aguda;
  • Cirrose hepática também.

Danos causados no sistema nervoso:

  • Diversos distúrbios neurológicos que são graves;
  • Algumas lesões no sistema nervoso central;
  • Perda de estabilidade;
  • Diversas alterações de memória;
  • Dificuldade para caminhar;
  • Desregulamento da liberação dos neurotransmissores;
  • Síndrome de Wernicke-Korsakoff;
  • Demência alcoólica;
  • Miopatia;
  • Polineuropatia.

Danos causados no sistema reprodutor:

  • Impotência em alguns homens a longo prazo;
  • Alterações menstruais em algumas mulheres;
  • Infertilidade em algumas mulheres.

Existem alguns grupos de apoio ou centros sociais para auxílio no tratamento do alcoolismo?

Diante dessa situação que é tão grave e tão comum hoje em dia, é bem comum que alguns familiares atinjam um alto nível de sofrimento junto com o dependente do álcool— principalmente por não saberem na maioria das vezes como ajudar a pessoa que é doente (alcoólatra). No entanto, existem diversos caminhos para auxiliar todos os alcoólatras / alcoolistas) no caminho da recuperação e uma delas é internação em clínicas de recuperação para alcoólatras e você encontra aqui.

Apesar de não ainda não se conhecer uma cura permanente para esta doença, o alcoolismo pode, sim, ser tratado em clínicas ou grupos de A.A. (alguns conseguem somente em grupo e alguns necessitam de internações para conseguirem se manterem sóbrios por um tempo maior ou para uma recuperação contínua também) Os grupos de apoio, centros de reabilitação e clínicas existem exatamente para isso. Nesses locais, o alcoólatra encontra um suporte, mas sua família também recebe apoio.

Bom, de uma maneira geral, os grupos de apoio são diversas reuniões que ocorrem em todo o mundo quase o dia todo em diversas regiões em que os alcoólatras ou alcoolistas e suas famílias também conversam sobre os seus problemas com dependentes que estão em situações muito parecidas na maioria das vezes. Essa é uma grande chance de aprender com outras experiências de quem passou e superou também e de se abrir em relação ao seu sofrimento podendo assim tratar-se e obter uma recuperação contínua.

Nós da Capital Remoções indicamos sempre uma internação e depois realizar a manutenção do tratamento em grupos de ajuda pois o primeiro período é o mais difícil, o período de abstinência que demora em média de 3 a 4 meses.

Existem também alguns centros sociais de reabilitação para alcoólatras, em que são fornecidos tratamentos envolvendo o trabalho de médicos clínicos, psiquiatras e psicólogos também. Esses centro de reabilitação não apenas trabalham para a internação: se necessário, podem também encaminhar os pacientes para clínicas, porém eles não funcionam muito bem, geralmente realizam internações de 10 a 15 dias que não adiantam nada na maioria das vezes (muuuuuuuito raro funcionar).

Quais os grupos de apoio para alcoólatras que existentes aqui no Brasil?

Existe aqui no Brasil, alguns grupos de alcoólatras que auxiliam no processo de tratamento para alcoolistas e recuperação dos dependentes de álcool e drogas. Veja alguns deles a seguir:

Alcoólicos anônimos (AA)

Esse é o grupo principal de apoio aos dependentes de álcool existentes no Brasil e que recupera muita gente. Seu objetivo principal é amparar e auxiliar os alcoólatras / alcoolistas a largarem o vício do álcool. O A.A. é um grupo de ajuda em que todos se ajudam e são ajudados. Ele funciona por meio de reuniões de partilha em que todos podem explicar suas dúvidas, incertezas, preocupações, aflições e ansiedades.

É de costume que um convidado conte a sua história com a dependência do álcool e a recuperação. Geralmente, as reuniões para alcoólatras duram uma hora e meia — e não há nenhum tipo de cobrança ou pagamento realizado sobre elas. Também não é necessário falar o nome completo ou preencher ficha de inscrição alguma (Pois é um programa anônimo).

Grupo de apoio aos alcoólatras e narcóticos (G.A.A.N.)

Esse é um grupo que é uma entidade filantrópica sem fim lucrativo que tem por objetivo principal ajudar na recuperação de alcoólatras.

Existe grupo voltado para a família de um alcoólatra?

Alguns grupos de ajuda mútua são voltados apenas para os familiares de alcoólatras e dependentes químicos, que também precisam de amparo e conforto pois eles adoecem junto com os alcoólatras ou dependentes químicos. Eles são muito importantes para que os parentes do dependente consigam ajudá-lo a conquistar uma vida saudável sem o uso de drogas ou álcool. Veja abaixo:

Al – Anon

Esse é um grupo que é formado por parentes e amigos de alcoólatras também, e tem por objetivo principal o compartilhamento de algumas experiências para posterior solução dos problemas em comum que possuem. O Al – Anon guia as famílias dos usuários sobre como encarar o alcoolismo e auxiliar na recuperação dos entes queridos. A participação também é totalmente anônima e totalmente gratuita.

Alateen

Esse grupo está totalmente associado ao Al-Anon e é voltado especialmente para os jovens entre 12 e 20 anos que sofrem com as questões de alcoolismo de um familiar ou de um amigo também. Mas, apesar de ser bem organizado de forma independente, o grupo de ajuda aos jovens necessita de dois padrinhos do Al – Anon.

Como saber o momento certo de realizar uma internação em uma clínica de alcoolismo?

O alcoólatra pode apresentar diversos sinais que indicam o momento certo de interná-lo em uma clínica para alcoólatras. Confira alguns deles a seguir:

  • Dificuldade de se manter em um serviço ou na escola, faculdades, etc…;
  • Agressividade e paranoias;
  • Rotina resumida a atividades que favorecem o acesso às bebidas alcoólicas ( ou seja, se não puder beber lá eu não vou, prefiro ir onde consigo o álcool);
  • Atenuação do raciocínio e do nível de atenção reduzido;
  • Pequenos roubos / furtos dentro de casa, mercados, etc…;
  • Desaparecimento constante por alguns dias.

Na maioria dos casos analisados que são frequentes, quando essas situações ocorrem, resolver o problema de forma espontânea é quase impossível — por isso, a única saída pode ser a internação em clínica de reabilitação para alcoólatras.

Quais são as formas de convencer um dependente de álcool a se tratar voluntariamente?

Grande parte dos dependentes químicos ou dependentes do álcool não aceitam que está doente e que precisa se tratar em uma clínica ou em um grupo de ajuda mútua. Assim, o primeiro passo para se motivar alguém a buscar tratamento especializado é conversar e ser sincero, mostrar o que ele não enxerga também pode funcionar.

Aproveite momentos de sobriedade e converse com bastante calma com a pessoa e sem agressividade nenhuma, de preferência em um local que haja privacidade total e que seja bem confortável. Fale sobre os problemas enfrentados por ele e pela família e mostre todas as consequências negativas que o alcoolismo provoca. (lembre-se sempre de que os problemas que ele tem para você pode não parecer nada, mas pra ele pode ser muuuito difícil de encarar sóbrio, respeite-o).

Incentive o alcoólatra / alcoolista a fazer atividades que lhe possibilitem uma sensação de bem-estar — como esportes, academia, natação ou tocar um instrumento musical, etc… Mostre a ela o quanto é possível ser feliz sem o consumo de bebidas alcoólicas (álcool ou drogas).

Pesquise bastante informações sobre clínicas de reabilitação / recuperação e centros de apoio e motive o dependente químico ou o alcoólatra a procurar ajuda para se recuperar do vício. Ofereça a sua companhia para acompanhá-lo na primeira visita à clínica ou ao grupo também.

Quais são os tipos de internação que existem no Brasil?

Existem três tipos de internação bem comuns no Brasil e no mundo todo:

Voluntária

A internação voluntária (COM O CONSENTIMENTO DO PACIENTE) ocorre quando o próprio alcoólatra ou alcoolista, consciente da gravidade de sua situação, busca ser internado para tratamento em uma clínica de recuperação ou reabilitação. Esse é um passo bastante positivo, já que o envolvimento direto e a dedicação do paciente são grandes diferenciais no processo.

Involuntária

A internação involuntária para alcoólatras acontece quando o alcoólatra / alcoolista não assume que tem a necessidade de se tratar ou não tem mais condições de saúde para buscar ajuda sozinho ou quando está colocando a sua vida ou a vida dos outros em risco, neste caso, os familiares, ao notarem que uma intervenção maior se faz precisa, entram com um pedido judicial para a internação involuntária.

É bem importante ressaltar que, para que a internação involuntária para alcoólatras seja feita, é necessário um laudo médico comprovando sua demanda.

Compulsória

O pedido de internação de um alcoólatra / alcoolista é feito pela justiça, ao se constatar que a pessoa está colocando em risco sua própria vida ou a vida de outras pessoas. Nesse caso, o laudo médico também se faz obrigatório.

Iniciado o processo de internação, o próximo passo é a busca pelo local mais adequado que pode ser feito através da Capital Remoções – clínicas para alcoólatras e dependentes químicos para prestação de tal serviço — e uma série de fatores devem ser levados em conta nesse momento crítico.

Quais são as etapas do tratamento?

Método de Tratamento utilizado geralmente

1ª Etapa:

Aspecto Físico, desintoxicação e adaptação ao convívio; conhecimento do programa; Reeducação alimentar, bem como aspectos físicos fragilizados pelo motivo do uso compulsivo da droga e do álcool.

2ª Etapa:

Aspecto Psicológico (auto conhecimento de seu eu interior e conhecimento de sua doença) Terapia e psicologia aplicada.

3ª Etapa:

Aspecto Espiritual (valorizar as pequenas coisas e desta maneira valorizar a vida) Fé em um poder superior.

Os princípios fundamentais que regem nossa instituição são: O AMOR, DISCIPLINA, RESPONSABILIDADE, ESPIRITUALIDADE, LIBERDADE e TRABALHO, visando à melhoria da qualidade de vida do dependente e sua família.

A Dependência Química é uma doença: progressiva, incurável e fatal, logo a recuperação é progressiva, contínua e traz vida em plenitude. Não existe uma cura, médico ou remédios, pois ela é incurável. O que podemos fazer é tratar e estacionar. O modelo de internação que seguimos é o de conscientização. Baseado na filosofia de doze passos de Alcoólicos Anônimos (AA) e Narcóticos Anônimos (NA), estamos alcançando excelentes resultados.

Oferecemos ao residente, dentro de nossas dependências o programa de doze passos, espiritualidade, terapia racional emotiva, programa de prevenção a recaída, arte terapia, vídeo terapia, laborterapia, atendimento psicológico individual e em grupo, quatro refeições diárias e demais necessidades para a recuperação do interno.

Atividades Terapêuticas

Espiritualidade

Realizada após o café da manhã é a primeira reunião do dia na rotina diária das clínicas. Cantamos louvores no início da reunião, depois é lido um capítulo da Bíblia Sagrada e aberto para que o grupo comente ao término o facilitador da reunião faz as considerações finais e cantamos novamente pedindo ao nosso poder superior (DEUS) orientação em nosso dia.

Reunião de sentimentos:

Esta reunião tem por objetivo, fazer com que o residente partilhe os sentimentos identificados no decorrer do dia. É muito importante esta reunião de partilha, pois o residente aprende a identificar e expressar seus sentimentos, tornando-se conhecido para o restante do grupo, e ouvindo sua própria voz falando de si. Este também ouve as individualidades do outro. Tudo isso com a possibilidade de ouvir retorno dos companheiros. O retorno é uma forma de avaliação, e de ser ajudado por parte dos companheiros aos sentimentos que vive o partilhador, sempre com intuito de crescimento na recuperação. É através dos retornos que os companheiros, a partir de suas experiências sugerem alternativas. Sempre quando alguém partilha seus sentimentos, eles coincidem com os sentimentos de outros companheiros ali presentes, formando-se assim, elos de união e objetivos comuns.

Psicoterapia Individual:

Este é um atendimento que possibilita com que os residentes entrem em contato com suas dificuldades e consiga algumas alternativas que são viáveis ao equilíbrio emocional, promovendo o desbloqueio de núcleos de conflitos que geram situações tensionais. Propicia um espaço de reflexão, buscando estratégias de enfrentamento para situações de risco, tão necessárias na vida de um dependente químico.

Reuniões de 12 Passos:

Reuniões ministradas com o objetivo de oferecer aos residentes, aprendizado e reflexão sobre os passos, princípios espirituais e toda a literatura de Narcóticos Anônimos.

Laborterapia: (Terapia do Trabalho)

Atividade realizada no período da manhã. Nossos objetivos com a Laborterapia, além da “não ociosidade”, são inúmeros; por exemplo: Trabalhar os sentimentos (mágoa, orgulho, frustração, perda, raiva, amor, etc.);

  • Descobrir e desenvolver habilidades;
  • Elevar sua auto estima;
  • Produzir, tendo a possibilidade de ver o fruto da produção;
  • Aceitar limites e regras; ter disciplina;
  • Perceber suas responsabilidades;
  • Assimilar a ajuda mútua;
  • Desenvolver a percepção e a preocupação com o outro;

Concentração e Atenção;

  • Desenvolver a noção de começo, meio e fim de uma atividade;
  • Aprimoramento da conduta e caráter;
  • Organização, Reabilitação física, mental, espiritual entre outros.

* Os trabalhos são executados em grupos, divididos.

TRE – Terapia Racional Emotiva:

São reuniões semanais que ensinam o dependente a como lidar com os sentimentos. Estudamos: A Raiva, A Vergonha, Rei Bebê, O Luto, Pensamento Destrutivo e outros temas. Estes estudos são muito importantes na recuperação.

P.P. R – Programa de prevenção a recaída:

Essa reunião é uma das mais importantes, mostramos para os residentes químicos e alcoólatras algumas ferramentas que devem ser utilizadas após o período de internação. São os “EVITES E OS PROCURES”. EX: PROCURE um hobby, ir à sala de anônimos, uma religião, novas amizades, etc. EVITE velhos amigos, velhos hábitos, velhas ideias, etc.

Observação: Se a pessoa trabalha registrado ou trabalhou nos últimos 12 meses registrado em carteira ou paga o carne do INSS, nosso Psiquiatra emite um laudo com CID da Doença (Dependência Química) que vai do F 10 ao F 19 e conseguimos dar entrada no Auxílio-doença para nossos Pacientes!

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas.

Nossos Serviços

– Hotelaria
– alimentação
– Academia
– Quartos coletivos
– Piscina
– Campo de Futebol
– Lavanderia
– Remoção de dependentes químicos
– Tratamento de dependência química
– Tratamento alcoolismo
– Tratamento Ambulatorial
– Tratamento para homens
– Tratamento para mulheres

Profissionais

– Médicos
– Enfermeiros ( padrão )
– Assistente Sociais
– Nutricionistas
– Monitores
– Terapeutas ( holístico e cognitivo )
– Cozinheiro
– psicólogo
– Conselheiro

Clínica alcoolismo / alcoólatras: entenda como funciona o tratamento
5 (100%) 1 vote