Por que devo internar meu filho, meu marido ou ente querido?

A Capital Remoções só recomenda um tratamento involuntário contra a vontade quando o problema se agrava e muito.

Sintomas da Dependência Química: Aprenda a identifica-los!

O uso de drogas e suas consequências são os problemas que mais vem incomodando e afligindo as famílias nos tempos atuais. Mas, apesar disso, este não é um assunto que costuma ser debatido em profundidade no Brasil, e a falta de interesse e informações deixa os familiares extremamente inseguros quando se deparam com esse problema na sua própria família.

O dependente químico normalmente é visto como uma pessoa bem fraca, sem força de vontade e sem bom senso. E o problema quase sempre é tratado como um caso de indisciplina, agressão e até polícia. As famílias, sem a orientação adequada e por temerem o preconceito, esforçam-se para resolver a situação usando o próprio conhecimento e o achismo.

Não adianta esconder o problema pois ele só agravará. Fingir que a doença da dependência não existe não a eliminará, nem os seus males acarretados. O primeiro passo é se informar sobre o que é a dependência química, quais são as suas principais características e como ela afeta o indivíduo. Tudo isso é fundamental para poder ajudar o paciente da melhor forma o possível.

Para isso, conte com a Capital Remoções!

 O que é a dependência química?

A dependência química não é falta de caráter!

É apenas uma doença que se caracteriza por algumas alterações cognitivas comportamentais e alguns sintomas fisiológicos, que se manifestam após o uso repetido do uso de drogas,  álcool e outras drogas.  Por alterarem o comportamento do dependente, a doença traz uma série de complicações para os dependentes e para as pessoas mais próximas.

As causas da dependência química são complexas e envolvem uma série de fatores: genéticos, psicossociais e ambientais. Muitas das vezes a pessoa começa a fazer o uso de drogas por curiosidade ou por querer fazer parte de um grupo e geralmente possuem outras comorbidades.

Um exemplo: Um menino era rejeitado pelo irmão e os amigos do irmão mais velho saiam inúmeras vezes e deixavam ele sozinho em casa e ele se sentia mal com isso, quando ele olhava pela janela os rapazes mais velhos do prédio estavam sempre em um estacionamento jogando bola, fumando maconha meio que escondido, mas ele via do seu apartamento.

Para se aproximar deles, ele roubou um troco da vó que guardava no armário, pediu para um desses rapazes mais velhos irem com ele no mercado e comprou doces e bebidas.

Passou a noite bebendo com os meninos mais velhos e se sentiu muito bem.

Essa foi uma forma dele se aproximar e conseguir a aprovação dos rapazes mais velhos.

Parando para analisar podemos ver que lá na infância ele teve uma dificuldade interna que o uso de drogas fez ele encarar com um bem estar.

Esse é só um exemplo.

se pararmos para analisar nesse caso veio de uma dificuldade de ser rejeitado e de ficar sozinho com ele mesmo.

Entre outros fatores.

Enquanto algumas pessoas são capazes de fazer o uso ocasional de álcool, sem desenvolver a dependência, para outras, bastam os primeiros goles para que percam totalmente o controle. Isso pode ser explicado pela predisposição genética que uns tem de desenvolver a doença da dependência química.

Características da dependência química

A dependência química é incurável, ou seja, não tem como eliminar a doença do organismo. Mas pode ser tratada ou ”estacionada”.

Como uma diabetes, o dependente químico precisa fazer uma manutenção em um grupo de apoio, uma religião ou algo que faça ele se sentir bem.

Por que internar então?

A Capital Remoções só recomenda a internação para tirar o dependente químico do uso frenético e da compulsão e aprender sobre a doença.

Por que?

Porque a única maneira do dependente químico crescer na sua recuperação é encarando a realidade como ela se apresenta, só assim ele vai se tornar um membro produtivo e aceito na sociedade.

Essa é uma doença progressiva, incurável e fatal que afeta todas áreas da vida do dependente.

Clínica para tratar a dependência química:

Para ter acesso ao maior conteúdo de clinicas de reabilitação acesse:

www.capitalremocoes.com.br ou clique na imagem abaixo

 

Capital Remoções – Clínicas de reabilitação SP

Algumas características mais comuns do dependente químico:

  1. Negação
  2. Racionalização
  3. Substituição
  4. Justificação
  5. Culpa
  6. Vergonha
  7. Desleixo
  8. Degradação
  9. Isolamento
  10. Perda de Controle
  11. Uso de Drogas

Esses são os mais conhecidos e mais fáceis de identificar na vida de um dependente químico.

A dependência é uma doença complexa e precisa de um tratamento especializado.

Para Tratamento de dependentes químicos conte com a equipe da Capital Remoções.

Quais são os principais sintomas da dependência química?

os sintomas se manifestam em comportamentos e até mesmo na saúde física do doente.

Confira alguns deles:

Negligência e desonestidade são bem comuns e facilmente identificados.

Geralmente o dependente passa a deixar as coisas que mais gosta de lado. Essa é uma outra característica bem comum.

Descontrole financeiro é bem comum também

Para sustentar o vício geralmente o dependente começa a vender seus pertences e até mesmo roubar.

 

Mudança de atividades e amizades 

Por vergonha muitas vezes o dependente químico se afasta dos seus melhores amigos e começa a se juntar com os seus iguais para ser aceito e não ser julgado, e isso é bem perigoso pois geralmente quem usa drogas e rouba são pessoas que já abandonaram as suas famílias e se escondem por ai em alguns locais bem perigosos.

Para resgatar seus entes queridos de locais perigosos conte com a equipe da Capital Remoções.

Para saber como e onde internar um dependente químico basta entrar em contato com a Capital Remoções e esclarecer todas as suas duvidas.

 

 

 

 

 

Por que? Como? E, onde internar o dependente químico em SP?
5 (100%) 1 vote