Medida ainda vai precisar passar pelo Senado e obter aprovação da governadora-geral

 

Este Projeto foi apoiado pelo governo do Canadá, e passou com 205 votos contra 82

O parlamento canadense acabou aprovando nesta segunda-feira uma lei para legalizar a maconha, fazendo do Canadá o primeiro país do G7 a aprovar na Câmara uma lei que permita o consumo da droga.

O parlamento canadense aprovou nesta segunda-feira uma lei para legalizar a maconha, fazendo do Canadá o primeiro país do G7 a aprovar na Câmara uma lei que permita o consumo da maconha.

O projeto foi aprovado por 205 votos contra 82 na Câmara dos Comuns — a Câmara dos Deputados do local. A legislação deve agora passar primeiramente pelo Senado e receber o consentimento real da governadora-geral Julie Payette antes de se tornar lei, provavelmente até setembro.

O Senado propôs ainda 46 emendas à lei de legalização da maconha, mas o governo liberal de Justin Trudeau rejeitou a maior parte delas na última semana — incluindo uma que dá às províncias o direito de banir o cultivo em casa de maconha, de acordo com o site da CBC News.

Os deputados acabaram por debater nesta segunda e nas últimas semanas as emendas do Senado. Das alterações solicitadas, 13 foram rejeitadas pelos deputados.

Na última quarta-feira,  o governo canadense defendeu o direito dos cidadãos plantarem maconha em suas residências.

— Reconhecemos que há perspectivas diversas em todo o país mas fizemos estudos e consultas em relação ao cultivo doméstico da planta  — declarou à imprensa o primeiro-ministro, Justin Trudeau, ao justificar a decisão do governo de autorizar o cultivo de no máximo quatro plantas de cannabis.

Deputados do Canadá aprovaram a legalização da maconha
5 (100%) 1 vote